Posts

Showing posts from 2018

Para os nostálgicos do 1% ao mês

Image
Fala pessoal!

Enquanto espero minha vez aqui na fila do supermercado (que é longa igual à do Brasil, com a diferença de que anda, e sem a chinelagem querendo furar), aproveitei o momento de reflexão para fazer esse post. Pode ser notícia velha para a maioria, mas sempre tem um ou outro vivente que se beneficia do conteúdo da finansfera.
Algo que me chama a atenção nesses dias em que tudo parece perdido, sardinhas arrancam os cabelos e os mais experientes no jogo vão às compras explorando os atalhos do campo: quem se emociona lembrando do tempo das vacas gordas da renda fixa, vale observar que os bons tempos do 1% ao mês podem estar de volta. Se é promoção por tempo limitado, ou se vamos voltar aos braços do FMI, o tempo dirá.. Mas fato é que, ainda na última sexta-feira, encontrei na plataforma da XP CDBs oferecendo quase 14% prefixados (com vencimento em 2023, é bem verdade), ou ainda a saudável taxa de IPCA + 7,5%.

Verdade que a disputa eleitoral traz muita incerteza sobre o rumo qu…

Fechamento de Maio de 2018 - R$ 968.425,26 (+1,5%/ -0,05% rentabilidade)

Image
Olá aos leitores e leitoras do blog!

Esse mês foi um verdadeiro teste para cardíacos da finansfera. É bem difícil engolir tantas perdas sucessivas na carteira e manter a serenidade. Nessas horas, faz muita diferença ter convicção sobre a filosofia de investimentos e sobre os ativos mantidos em carteira.

No caso da carteira Mascada, a maior percepção de risco e consequente aumento da curva futura de juros derreteu a valorização potencial do Tesouro Direto (-10K) e dos Fiis (-11K). A carteira de ações também sofreu muito em quase todos os ativos, assim como imagino ter sido a mesma experiência dos colegas da web.

A principal responsável por manter a rentabilidade praticamente estável (-0,05%) acabou sendo UNIP6, que valorizou cerca de 40% em maio e já representa cerca de 25% do meu portfólio de ações. Em parte foi um golpe de sorte, pois viajei ao Brasil e me desliguei do homebroker por um tempo, então não fiz rebalanceamento da carteira, de forma que a valorização de UNIP fez muita dif…

As mesmas respostas para os mesmos problemas

Image
Mesmo longe do trópico, ando acompanhando atentamente os desdobramentos da greve dos caminhoneiros. Minha família e muitos amigos estão todos por aí, sofrendo com as consequências do desabastecimento, o que dispensa maiores comentários, pois imagino que todos estão sendo mais ou menos afetados por essa paralisação.

É claro que ver o portfólio diminuir abruptamente me aborrece. Mas já estou calejado o suficiente para aguentar o tranco de ver homebroker no vermelho. O que me abala pra valer é perceber o que está representado na essência dessa greve.

Pelo que entendi a partir do noticiário especializado: ainda no governo Dilma, entre outras soluções mágicas populistas, o contribuinte foi obrigado a bancar caminhões subsidiados para promover o ingresso de milhares de agentes econômicos no mercado de fretes, barateando artificalmente o custo do transporte. Como não existe almoço grátis em economia, a conta sempre chega - e agora, o povo terá que se virar de novo para bancar combustível sub…

Fechamento de Abril de 2018 - R$ 954.005,23 (+1,07%/ -0,21% rentabilidade)

Image
Mais atrasado do que o Rubinho, registro o resultado da carteira em abril passado. Acho importante para não perder o controle do avanço dos investimentos, e eu mesmo uso o blog para facilitar o acompanhamento de minha evolução patrimonial.

Mas a atualização do blog é necessária por outro motivo, que muito me honra! Passei a ser incluído no ranking da blogosfera financeira, um ótimo trabalho antes organizado pelo Mestre dos Centavos e agora nas mãos do colega Jovem de Sucesso. Acho uma iniciativa muito bacana para movimentar a finansfera e incentivar que os blogs se mantenham atualizados.  Só espero que o meu atraso não tenha me sacado precocemente do ranking, o que provavelmente seria um recorde de permanência mais curta! :p

É claro que o atraso do mês também se deveu ao desânimo com a situação do portfólio, pois ele apanhou bastante durante o início de abril, se recuperando apenas na última semana para evitar o pior. Aproveitei que estava no Brasil e dei uma desligada de tudo, confo…

De volta à ativa!

Image
Salve pessoal!

Para quem (ainda) continua frequentando o blog, estou aqui para dizer que não morri, não larguei de mão a construção de patrimônio, nem perdi tudo apostando em bitcoin...

Acontece que estive de férias no Brasil desde a segunda metade de abril. E como o mercado também não anda colaborando muito para inspirar novas postagens, decidi parar de dar F5 no site da corretora e "esquecer" um pouco o vermelho generalizado no homebroker.

Na verdade, vejo que esse período em branco até contribuiu para o site, pois o número de visualizações cresceu bastante nesses 40 e poucos dias sem atualizações. Ou seja, faço mais sucesso ausente do que ativo na blogosfera!👻

Mesmo em detrimento da minha popularidade, o fato é que estou de volta, com pilhas recarregadas. Amanhã vou postar a atualização do patrimônio em abril, mas já adianto que não foi nada tão entusiasmante. Maio vem performando bem melhor, apesar da sangria da bolsa, graças, quem diria, ao meu distanciamento da gestão…

Fechamento de Março de 2018 - R$ 943.898,75 (+1,49%/ 0,25% rentabilidade)

Image
Olá gurizada,

Meses como esse março que passou são um teste de sangue frio para quem está exposto à renda variável. Como comentei na postagem anterior, minha carteira de ações foi bastante penalizada nas últimas semanas, com diversos ativos experimentando quedas acentuadas após os resultados do 4T17, naquela velha mistura de altas expectativas frustradas + histeria e terra arrasada.

Passei um bom tempo pesquisando a respeito de alguns dos ativos da carteira, porém sigo confiante de que se tratam de bons cases e de que irão se recuperar no médio prazo, desde que o cenário macroeconômico dê uma força. Numa análise superficial, creio que, após uma forte alta na virada do ano, nada mais natural do que um movimento de correção, que é apenas favorecida com os desmandos vindos do EUA.

A carteira fechou março com valorização de 1,49% em boa medida devido ao aporte do mês (US$ 3.500,00, ou R$ 11.515,00 na cotação atual). O rendimento em si foi de míseros 0,25%, sustentado por ligeiras elevaçõe…

Vida longa à nossa finansfera!

Image
Salve, pessoal!

Antes de mais nada, desejo um feliz dia da mulher, para minha esposa e para as leitoras do blog! Espero que chegue o dia em que a sensação de igualdade e respeito esteja tão arraigada que essa comemoração perca a carga política e se transforme em dia de homenagem às mulheres.

Iniciei o mês de março no vermelho, com ações duramente penalizadas pelo mercado. Aparentemente, o povo está desacreditado com o modelo de negócios de PRIO3, e muita gente teve mentes e corações reconquistados (quem diria!) por Eike Batista, com sua DMMO3 ex-OGX.

Na mesma levada, apanham FESA4 e minha querida UNIP6... Enxergando pelo viés positivo, a queda é mais significativa porque essas ações subiram forte nos últimos meses. Como compreendo, ainda que não completamente, o fundamento que embasa essas empresas, permaneço tranquilo. Na verdade, até com aquela coceira de querer aportar mais na carteira, mas agora o dinheiro novo está voltado ao exterior.

Se alguma lição eu aprendi desses primeiros …

Fechamento de Fevereiro de 2018 - R$ 930.006,58 (+3,1%/ 1,80% rentabilidade)

Image
Olá, pessoal!

Meu fevereiro não teve nada de clima carnavalesco, muito pelo contrário: aqui "no estrangeiro" passei o mês trabalhando em ritmo alucinado. Não consegui dedicar a atenção que queria ao blog, e até por isso decidi roubar um tempinho do sábado para comentar as postagens dos colegas e publicar a atualização do mês. Costumo ir preparando o post aos poucos em meu escritório, até porque todos os arquivos do blog estão por lá, inclusive o gráfico de pizza que publico com a proporção de cada investimento. Hoje o post vai assim mesmo, enxuto, sem gráfico e sem muito penduricalho.

O patrimônio alcançou R$ 930.006,58 em fevereiro, um avanço de R$ 28.011,79, dos quais R$ 16.269,53 foram por conta da rentabilidade da carteira (+1,8%). O destaque ficou por conta da carteira de ações, que rendeu nada menos do que 5,15% (menção honrosa para UNIP6 e ROMI3, ambas com rentabilidade superior a 30%). Achei um desempenho muito bom, considerando o desempenho morno do ibovespa no mês.



Fechamento de Janeiro de 2018 - R$ 901.994,79 (6,03%/ 4,74% rentabilidade)

Image
Eis que 2018 iniciou melhor do que o esperado! A marca dos 900K foi batida e agora é contagem regressiva para o milhar. Sei que tem peixe muito mais graúdo na finansfera, com carteiras rendendo regularmente na casa dos 100K. Porém, guardadas as dimensões deste modesto blog, a valorização de janeiro foi a melhor da breve série histórica. Imagino que muitos colegas da web também obtiveram resultados semelhantes, haja visto o salto de 11% do ibovespa no período, alta das FIIs e aumento do preço dos títulos do TD.
O patrimônio da carteira mascada subiu R$ 51.342,05, aumento de 6,03%em relação dezembro. Esse total se divide em R$ 11.000,00 de aportes e R$ 40.342,05 de rentabilidade (4,74%). É momento de comemorar, sim, mas também de lembrar que o ano promete ser de volatilidade, e a subida forte de janeiro pode muito bem contrastar com quedas bruscas eventuais, apesar dos dados que indicam boa recuperação dos fundamentos econômicos - hoje mesmo, os números da produção industrial saíram bas…

Metas para 2018 - rumo ao hexa e ao 1° milhão!

Image
Salve, gurizada medonha!

O post de hoje é ligeiro. Antes que o janeiro termine, registro algumas das metas estipuladas para o 2018. Gosto de traçar objetivos para diferentes aspectos da minha vida particular e penso que trabalhar com metas - realistas e factíveis - é uma excelente estratégia para trazer motivação e mensurar nosso crescimento pessoal. Publicar essas metas na web dá aquela dose de incentivo extra, já que nossos objetivos ficam expostos, e ninguém gosta de fazer feio em meio a tanta riqueza sendo gerada na finansfera!

Essas são as metas que mais fazem sentido para os propósitos do blog:

1 - Alcançar o 1° milhão até a final da Copa de 2018:

Decidi encarar a sugestão do nobre Stifler Pobre como marco temporal para a chegada do primeiro milhar. Tomando como pressuposto aportes mensais de R$ 10 mil e uma rentabilidade média ligeiramente acima de 1%, essa meta me parece bastante razoável. Não seria nada mal ver a chegada dos sete dígitos na conta e comemorar o hexa do Brasil n…

Fechamento de Dezembro de 2017 - R$ 850.652,74 (2,67% rentabilidade)

Image
Antes tarde do que nunca! Aqui está o registro do meu balanço patrimonial de dezembro, e um breve levantamento do crescimento da Carteira Mascada em 2017.

Queria fazer algo mais detalhado, mas comecei a contabilizar meu crescimento patrimonial com maior precisão na metade deste ano, um pouco antes da inauguração do blog. Também estou meio na correria devido a circunstâncias do trabalho. Aqui nos EUA, o mercado já pega fogo logo no dia 2 de janeiro, mesmo com a temperatura beirando os -20 C😖

No saldo geral, 2017 foi um ano muito positivo, e de crescimento pessoal, tanto para mim quanto para minha esposa. Evoluímos em conhecimento (alguns livros, cursos, domínio da língua inglesa), maturidade e experiência de vida (contatos com pessoas dos cinco continentes, viagem a um novo país, assimilação de alguns valores muito saudáveis da cultura norte-americana). Sei que existiriam inúmeras outras formas de enriquecer ainda mais nossa experiência, mas considerando o tanto que nossa vida progred…